sexta-feira, 30 de outubro de 2015


Flores enquadradas
Chapa de Papelão, lona, cimento acrílica, pigmento,  grafite,
 pastel oleoso e caceína
90 x 100 cm
Coleção W.Bayer - Stuttgart/Germany

Relicário

Extravasar sentimentos e idéias provindas do interior. As figuras gritavam em torno de um contexto, recorrência de um ato que nos remete ao mundo ou a um tempo imemorial, onde, situações e questões vagam soltas. A estética é descabida, aboli os limites da imagem e fundo, manifesto a força da expressão.
Neste contexto, busco expressar as passagens onde revela-se a seiva espiritual, a homogenização de ação e  expressão, relato da vida de Cristo. Neste sentido, poderia dizer que as pinturas relatam o drama, que pode ser atual, encontrados nas ruas e esquinas das cidades. Um drama de luta da vida pela vida. Convergência entre o homem e o sentimento, a carne e o espírito. Um turbilhão de atos e expressões despejados no centro vital, que possibilita  o encontro do mundo interior com o exterior numa luta contínua dia após dia.
Esta sinceridade do impulso de criar um relato pessoal, numa necessidade imposta pela paixão, do qual fatos religiosos e realidade decorrem da re-interação da história, que quero tê-los como cúmplices, nesta arte que é expelida do coração e torna-se uma narrativa de dor e vida.
Márcio Kindermann



Crucificação
90 x 120 cm
Lona, juta, cimento, pigmento, acrílica e pastel oleoso


Todas as obras da Série Relicário pertencem ao acervo do
 CCSC - São Paulo/SP

Exposição itinerante por várias cidades brasileiras.


Sagrado Coração de Maria
60 x 60 cm
Lona, juta, cimento, pigmento, arame, prego, acrílica e pastel oleoso



Premunição
60 x 70 cm
Lona, juta, cimento, pigmento, cordão, acrílica e pastel oleoso



Martírio de Maria
90 x 120 cm
Lona, juta, cimento, pigmento, grampo de cobre, acrílica e pastel oleoso.

Sobre o trabalho

Romper a relação com o realismo numa quebra de espaço e diluição das formas.Questionar os limites da pintura enquanto cor, textura e densidade.
O suporte, um espaço de ação, incorpora materiais estranhos a pintura, numa introdução a materialidade remetida a uma narrativa. Sobre a superfície, através dos contrastes das cores, transparências e texturas, surgem figuras que vagam. As figuras contrastam com a dramaticidade do fundo, consequentemente, a obra pode representar a si própria.
Figuras retiradas de um fundo, um depósito (Memória), os detalhes são menosprezados em proveito da totalidade, e não trazem uma atualidade urgente, mas um momento atemporal.
Márcio Kindermann



Piedade
70 x 60 cm
 Lona, juta, cimento, pigmento, lã de carneiro, prego, acrílica e pastel oleoso

Esta obra  participou do IV Salão de Arte da PUC - Curitba/PR




Sacrifício
70 x 60 cm
Lona, juta cimento, pigmento, lamina de aço, arame, acrílica e pastel oleoso.

Esta obra  participou do IV Salão de Arte da PUC - Curitba/PR




quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Via Sacra
Acervo
Igreja de São João Batista
Grafenau-Doffingen - Alemanha



Jesus cai pela terceira vez
90 x 60 cm
Mista s/Tela - 1998

O artista diante do trabalho
(via Sacra)

Retratar as cenas do calvário de Cristo, foi um desafio, 
que ao mesmo tempo foi êxtase e prazer,
 dor e tristeza.
Tinha que recriar imagens de dor e flagelos, 
vivida por um homem que
pregava paz e amor.
O peso da cruz também senti. 
O momento de criação também a carreguei, não
como Simão Cirineu que a fez de fato,
 mas o de perceber que Cristo morreu
para nos conceder uma nova vida. 
E o que buscamos? Que Fizemos?
Imagens de dor e amor com a Mãe, 
onde ambos comungavam do sofrimento.
O compadecimento de Verônica 
ao enxugar o rosto de Cristo,
cujo sangue estampou-o no lenço.
As feridas abertas, 
a coroa de espinhos, a cruz, o cansaço, a terceira queda
e o rosto marcado pelo sofrimento. 
A humilhação de se ver despojado das
vestes, a crucificação, a dor e a agonia.
O corpo machucado, ensanguentado,
 crucificado, o fim está próximo.
"Pai em tuas mãos entrego meu espirito."
Maria o tem novamente nos braços, porém sem vida.
O sepulcro, a ressurreição, 
o sofrimento dando lugar ao júbilo e a alegria.
Foram cenas que retratei, 
que nasciam de um impulso, as cores aparecem escuras, 
talvez para mostrar a agressão,
o flagelo e a dor do calvário.
As expressões dos rostos retratados trazem 
um ar de tristeza e sofrimento.
Onde Cristo traz seus olhos fechados em todo o calvário,
uma forma que encontrei de amenizar seu sofrimento.
O que os olhos não vêem, o coração não sente (Ilusão).
Mas aparece de olhos abertos na ressurreição, 
um momento de pura alegria e longe do sofrimento.
Com certeza estas obras ficaram registradas 
em mina vida para sempre.
Não apenas como mais um trabalho executado,
mas como lição de vida e amor.
M.Kindermann - 1998


Via Sacra
Collection
Church St° John Batist
Grafenau-Döffingen
German
by M.Kindermann



Jesus is nailed in the cross
Acrylic on Canvas
100 x 60 cm
Details



Jesus finds its mother
acrylic on canvas
100 x 60 cm

by M.Kindermann

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Arcos


Arcos 
Acrilica s/lona
80 x 280 cm - 1999
Coleção Bluetewseis - Berlin/Alemanha

Contato com artista
m.kindermann@bol.com.br



Arcos


Arcos de Veneza 
Acrílica e pigmento s/tela
70 x 51cm - 1998
Coleção Particular Paris/França

Arcos


Parcial de Veneza
Pigmento e acrílica s/lona
45 x 85 cm - 1998
Coleção Particular Paris/França

Série
Peixe


Série Peixe - Pintura nº 19
Pigmento s /Papel
11 x 7 cm - 2001



Série Peixe - Pintura nº 20
Pigmento s/Papel
11 x 7 cm - 2001

Série Peixe

Mostrar o desenho, este foi o objetivo
da série.
Trazer o desenho, não como figura,
mas como uma vazão que possibilita ir
além da própria poética.
Uma imagem que surja com desvios, que
possibilita ir além do caminho
sugerido.



Série Peixe - Pintura nº 22
Pigmento s/Papel
10 x 8 cm - 2001

Não trouxe a racionalidade objetiva, o
lúcido, mas sim uma poética
sugestionável, que transita na
possibilidade de sentir, não somente o 
desenho como uma forma existente,
mas como algo que esta prestes a se
lançar num universo de traços, linhas e formas.


Série Peixe - Pintura nº 27
Pigmento s/papel
10 x 8 cm - 2001



Série Peixe - Pintura nº 33
Pigmento s/papel
11,5 x 7,5 cm - 2001

Utilizo nessa série como suporte o
papel, que recebe pinceladas de
pigmento preto, expressando através
dos traços e formas um desenho
inusitado, que nasce de movimentos livres.


Série Peixe - Pintura nº 35
Pigmento s/papel
10 x 9 cm - 2001

Exposição apresentada no
Museu de Arte Contemporânea de Sant'Ana do Livramento/RS

Contato com o artista
m.kindermann@bol.com.br


terça-feira, 13 de outubro de 2015


Série Madona
Acrilica e Pigmento
Sobre Tela
150 x 140 cm
Coleção Particular - Ribeirão Preto/SP
by
M.Kindermann

Série Madona
Acrílica sobre tela
60 x 50 cm
Acervo do Artista
M.Kindermann




Tea for Picasso
Pigment on canvas
50 x 140 cm
Private Collection- Sevilla/España


São Sebastião
Acrilica e pigmento sobre Tela
180 x 140 cm
by M.Kindermann



Sofá vermelho
Acrílica sobre tela
20 x 40 cm
Acervo do Artista
M.Kindermann


Série Madona
Acrílica sobre Tela
180 x 160 cm
M.Kindermann



Série Madona
Acrilica e Pigmento sobre Tela
200 x 160cm
Coleção Particular - Rio de Janeiro/Rj
M.Kindermann


Magnata
Acrílica sobre Tela
190 x 130 cm
Coleção Particular - Porto Alegre/RS
M.Kindermann

A dama da noite
Mista sobre Tela
70 x 50 cm
M.Kindermann



Favela
200 x 160cm
Acrílica e pigmento sobre tela
Coleção Particular - Recife/PE
M.Kindermann


Favela
Acrílica sobre Tela
260 x 260cm
Coleção Particular - Curitiba/PR
M.Kindermann


Madona serie
Acrylic on Canvas
200 x 200 cm
M.Kindermann



São Francisco de Assis
Acrylic on Canvas
200 x 170cm
Private Collection - Curitiba/PR
M.Kindermann


Anunciação
Acrylic on Canvas
250 x 180 cm
Private Collection - Monte Pego/España
M.Kindermann


Pietá
Acrylic on Canvas
250 x 180 cm
Private Collection - Belo Horizonte/MG
M.Kindermann

terça-feira, 8 de setembro de 2015




Pigmento sobre lona
200 x 140 cm
Coleção Particular - Porto Alegre/RS




Pigmento e resina sobre chapa de papelão
45 x 100 cm  - 2007
Coleção Particular - Curitiba/PR


Pigmento sobre Lona
90 x 130 cm
2007
Coleção Particular
Porto Alegre/RS



Pigmento s/lona
200 x 140 cm 
Coleção Particular - Florianópolis/SC

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Memórias 
Apagadas


Gesso e gaze
Instalação de parede
Série Memórias Apagadas


Memórias Apagadas
Série


Volume

Contato - m.kindermann@bol.com.br

Memórias Apagadas
Série


Fantasmas Interiores II
Gaze, gesso sobre volume



Memórias
Apagadas


Cera de abelha, película de tomografia, pigmento e fotografia xerocada
Série Memórias Apagadas 
2007

Memórias Apagadas
Série


Assemblagem
Série Memórias Apagadas

Série
Memórias Apagadas


No centro o vazio
Volume


Meu Mundo Meu Avesso
Studio
M.Kindermann



Márcio Kindermann, realizou várias exposições individuais e coletivas no Brasil e exterior. Seus trabalhos estão em museus e coleções particulares no Brasil, Argentina, Venezuela, Chile, EUA, Inglaterra, França, Alemanha, Polônia, Portugal, Romania, Itália e Espanha. Participou de vários salões de artes. Escolhido pela crítica artista destaque na coletiva de artistas brasileiros, na Ana Terra Galeria de Artes, em Vitória/ES. Premiado no concurso internacional Antonio Caldas em Granada/Espanha. Eleito Diretor de Arte da Associação Catarinense dos Artistas Plásticos, gestão 2001/2004, e gestão 2008/2010. Artista catalogado no Indicador Catarinense de Artes Plásticas e verbetes no Instituto Itaú Cultural.